NACAB - Núcleo de Assessoria às Comunidades Atingidas por Barragens

Coordenadores da ATI são homenageados por defesa aos Direitos Humanos

O evento foi uma iniciativa do Movimento Nacional de Direitos Humanos – Minas Gerais que escolheu lideranças e profissionais que se destacaram nessa área

Na última sexta-feira, 10 de dezembro, o coordenador geral da ATI Paraopeba Nacab, Flávio Bastos, junto com o Gerente de Desenvolvimento Territorial e Agroecologia da ATI, Luciano Marcos Silva, foram homenageados pelo Movimento Nacional de Direitos Humanos – Minas Gerais (MNDH-MG), durante o evento “Dia Internacional dos Direitos Humanos: novos cenários, desafios e perspectivas”, realizado no Armazém do Campo – Produto da Terra, em Belo Horizonte.  

Motivada pelo Dia da Declaração Universal dos Direitos Humanos, a solenidade deu visibilidade a lideranças e profissionais de diversas áreas que foram imprescindíveis neste período, e que se destacaram na defesa dos Direitos Humanos no cenário de pandemia de COVID-19, com a entrega do Certificado de Homenagem e Reconhecimento pela atuação no âmbito dos Direitos Humanos e na defesa da democracia. 

Flávio Bastos destacou a importância da luta coletiva pelo “direito a um rio vivo, limpo, que produza a riqueza, o alimento e a estabilidade para as famílias da Bacia do Paraopeba. A Vale é uma empresa criminosa que viola diversos direitos humanos e nós estamos unidos, junto com as pessoas atingidas, na luta pela reparação integral e justa; e para pensar um novo projeto de desenvolvimento da região. Um projeto sustentável, que pense novas perspectivas de desenvolvimento e que efetivem os direitos humanos das pessoas que vivem ali”. 

O Movimento Nacional de Direitos Humanos (MNDH) é articulado pela sociedade civil desde 1982, sem fins lucrativos, de forma democrática, suprapartidária, atuante em todo território brasileiro em forma de rede colaborativa com mais de 400 entidades filiadas. Atualmente, o MNDH constitui-se como a principal articulação nacional na luta e promoção dos direitos humanos no Brasil.  

Adicionar comentário